Clov's da assessoria para palhaços

                                               clique na imagem para ampliar

Para palhaços solos, duplas, trios ou grupos, que estejam iniciando no universo da palhaçaria.

Texto de Nini Beltrame sobre o espetaculo O Sapateiro

                                             clique na imagem para ampliar


É com imensa alegria que compartilho o texto lindo e delicado do professor *Nini Beltrame a respeito do meu solo O SAPATEIRO (Direção: Martin Martinez - Argentina).
*Nini é Diretor teatral, bonequeiro, professor e pesquisador na área do teatro.

O Sapateiro
O mais recente espetáculo do ator Fabiano Peruchi, O Sapateiro, é um trabalho solo, com direção de Martin Martinez e, Fabiano é, mais uma vez, Clov's, o palhaço já conhecido do público catarinense e brasileiro em outras criações da Cia Teatro Lá nos Fundos, da cidade de Criciúma.
A ação de Clov's é ambientada na velha sapataria da família, antes gerenciada por seu Valmor, falecido pai do ator Fabiano. O lugar, com seus trecos e cacarecos antigos, também contém fotografias de familiares, seus tios, avós, bisavós, certamente ancestrais proprietários, o que remete a um lugar de memórias.
Clov's atua como o palhaço sapateiro e, ou o sapateiro que quer realizar o postergado desejo de ser palhaço. E nesse ambiente tudo acontece: sapatos se transformam em artistas de trapézio, dançam sedutoramente apaixonados; perseguição implacável ao mosquito que pula, salta, enerva Clov's e faz o espectador imaginar e “ver” as diabruras do inseto; tiro de canhão, enfim... um mundo de acontecimentos que remetem ao circo, aquele mais antigo e pequeno que circulava por cidades do interior e despertava sonhos e a imaginação de muitos. Lembra também o sótão abandonado, carregado de objetos, nos quais malas e baús continham surpresas. Abrir uma mala empoeirada era uma revelação.
Envolto na atmosfera da velha sapataria, ou do circo que passou pelo bairro, tudo leva o espectador a se perguntar: sonho? Memória? A escolha por uma resposta pouco importa. O ambiente, seus objetos e a riqueza de detalhes fazem cada um mergulhar num universo por vezes esquecido, mas vivo. Em seu livro Memória e Sociedade, a Professora Icléa Bosi afirma: Uma lembrança é um diamante bruto que precisa ser lapidado. Fabiano, o ator, faz isso. Rememora acontecimentos, lapida lembranças, não apenas para compartilhar o vivido, mas quem sabe para alertar sobre a importância de não abandonarmos os sonhos, ou de esquecê-los.
Não é por acaso que a peça inicia com o palhaço Clov's procurando a chave para entrar na sapataria. Inicialmente atrapalhada e provocadora de risos, a busca vai se transformando em angústia. É um sinal de que adentrar no universo de sonhos queridos e não realizados pode ser, mas também pode não ser divertido. E tudo termina deste modo, no final, Clov's fecha a porta da sapataria, põe a chave no bolso e olha demoradamente para o horizonte. Ele chaveou a porta da própria infância? Chaveou o baú dos sonhos? Trancou amores não vividos? Guardou a chave da vida? A resposta só pode ser de cada um.
Níni Beltrame
Ilha de Santa Catarina, outubro de 2018.
Foto: O Sapateiro em apresentação no Sesc Belenzinho/SP
Registro da fotógrafa Sofia Calábria

o INTERNACIONÁVEL no mais novo festival de palhaços de SC

                                         clique na imagem para ampliar


Nós (Teatro Lá Nos Fundos) e Clov's o Internacionável estaremos lá!!
Viva a palhaçada!!